Washington Alves / Reuters
Washington Alves / Reuters

Sylvinho se defende: 'Ninguém acreditava na briga por vaga na Libertadores'

Equipe alvinegra está no G-6, mas derrota no Mineirão volta a gerar críticas ao trabalho do treinador

Redação, Estadão Conteúdo

10 de novembro de 2021 | 23h21

Sylvinho não assimilou a derrota, por 3 a 0, para o Atlético-MG, nesta quarta-feira, no Mineirão. Pressionado após a má atuação do Corinthians diante do líder do Campeonato Brasileiro, o técnico se defendeu durante a entrevista coletiva.

"Quando chegamos aqui, ninguém acreditava na possibilidade de vaga da Libertadores. Pois o Corinthians está em sexto, pode brigar pela quinta, quarta colocação e estamos na luta direta por um lugar na Libertadores", disse o treinador corintiano.

Segundo o comandante, seu trabalho tem a admiração e respeito por parte do presidente do clube, dos dirigentes e dos atletas. "Trabalhamos 14, 16 horas por dia e todos sabem da nossa capacidade para realizar o trabalho."

Perguntado se o time foi pouco intenso na marcação, pois só cometeu quatro faltas em toda a partida, Sylvinho aproveitou para lembrar que a equipe era dona da segunda defesa menos vazada da competição nacional antes desta rodada. "Não se pode medir a intensidade de uma equipe pelo número de faltas."

O técnico afirmou que os três dias até a partida contra o Cuiabá, em Itaquera, vão exigir uma preparação especial pela falta de tempo de recuperação do elenco. O lateral-esquerdo Fábio Santos recebeu o terceiro cartão amarelo e está fora da partida.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.