Rodrigo Coca/Ag. Corinthians
Rodrigo Coca/Ag. Corinthians

Sylvinho tenta aperfeiçoar o desempenho do setor ofensivo do Corinthians

Treinador trabalha para o time marcar mais gols; próximo jogo é diante da Chapecoense

Redação, O Estado de S.Paulo

06 de julho de 2021 | 15h50

Depois do terceiro empate consecutivo no Campeonato Brasileiro (1 a 1 contra o Internacional, sábado passado), o técnico Sylvinho se mostrou satisfeito com o desempenho do setor defensivo do Corinthians e prometeu melhorar a produção ofensiva agora. Nesta terça-feira, o treinador utilizou o treino da manhã para aperfeiçoar este fundamento.

O elenco corintiano foi dividido em um treino técnico de enfrentamento um a um. Cada atleta só podia dar três toques na bola, e o objetivo era intensificar a marcação em locais determinados nas laterais da área e roubar a bola do 'adversário'.

Além de cuidar do ataque,o treinador também testou a zaga com exercícios em bolas paradas, tanto em faltas quanto em escanteios. Após nove partidas disputadas no Brasileirão, o Corinthians tem saldo de gols zerado. O ataque marcou sete vezes, mesmo número do que a defesa foi vazada. O time não faz boas apresentações, mas tem se sustentado na parte intermediária da tabela, longe da zona de rebaixamento. 

Um provável Corinthians para enfrentar a Chapecoense, quinta-feira, às 21h, na Arena Condá, pela décima rodada do Brasileirão poderá ser formado com: Cássio, Fagner, João Victor, Gil e Fábio Santos; Cantillo, Gabriel e Vitinho; Gustavo Mosquito, Mateus Vital e Jô. Sylvinho tem também repetido as escalações, de modo a ganhar mais entrosamento com o tempo.

Nos bastidores e com dnheiro pequeno, a diretoria corre o mercdo atrás de reforços. Da Série A, dificilmente chegará um jogador. Repatriar brasileiros sem contrato no exterior pode ser uma opção, desde que o atleta aceita as condições financeiras do clube e o tempo de cotrato, estimado em um ano apenas. Nomes como Paulinho e Renato Augusto foram citados, mas a diretoria não confirma nenhum deles.

Tudo o que sabemos sobre:
CorinthiansfutebolSylvinho

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.