Natacha Pisarenko/AP
Natacha Pisarenko/AP

Tabárez aprova 'atitude' do Uruguai, mas espera por evolução da seleção na Copa

Técnico admite partida modesta ofensivamente e pede melhora na próxima partida, contra a Arábia Saudita no dia 20

Estadão Conteúdo

15 Junho 2018 | 13h58

O técnico Óscar Tabárez avaliou como natural a dificuldade do Uruguai em fazer gol no Egito e parabenizou a seleção treinada por ele pela vitória por 1 a 0 na estreia uruguaia na Copa do Mundo, nesta sexta-feira, em Ecaterimburgo. Para o treinador, no cargo desde março de 2006, o importante foi a postura da equipe.

+ Confira os gols do dia na Copa do Mundo

AFA acusa presidente da CBF de 'traição' por voto no Marrocos na Fifa

+ Infantino defende substituição de presidente da CBF após mal-estar em eleição

"Às vezes a bola bate no fundo da rede, às vezes não acontece", relativizou o treinador em coletiva de imprensa após a partida. "Estou muito orgulho com o time pela atitude demonstrada durante a partida", disse o técnico, que esperou até os 44 minutos do segundo tempo para comemorar o gol da vitória, marcado por José María Gímenez.

Tabárez disse que a expectativa dele é ver melhora no futebol do Uruguai depois da estreia. "Tentamos jogar de uma forma bem ordenada. Acredito que alguns jogadores não atuaram no nível que podem", afirmou o técnico da seleção, que quebrou um jejum de 48 anos sem vitória do país em estreia de Copa do Mundo.

Já ao analisar a atuação de Luis Suárez, que desperdiçou três oportunidades de gol nas quais foi parado pelo goleiro egípcio, o comandante encarou com naturalidade o fato e enfatizou que vários grandes goleadores já passaram em branco em outras ocasiões.

 

"São coisas que acontecem. É a história dos goleadores. As famosas fases. Às vezes entram todas as bolas, o gol está 'grande', e às vezes acontece o contrário, o gol está pequeno. Não é nada novo nem é nada com que eu me preocupe", disse.

O Uruguai agora ocupa o segundo lugar no Grupo A, com três pontos ganhos e três gols de saldo a menos do que a líder da chave, a Rússia, que venceu a Arábia Saudita por 5 a 0 na primeira partida. Os uruguaios vão voltar a campo ao meio-dia (de Brasília) do dia 20, em Rostov, contra os árabes.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.