Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE
Miguel Rojo/AFP
Miguel Rojo/AFP

Tabárez escolhe substitutos de Suárez e Muslera

Martín Silva, goleiro do Vasco, e Diego Rolán, do Bordeaux, entram na Celeste

Ciro Campos, enviado especial a Montevidéu, O Estado de S.Paulo

23 de março de 2017 | 07h00

Dois nomes da escalação do Uruguai para enfrentar o Brasil em Montevidéu não são os ideais dentro das escolhas do técnico Oscar Tabárez. O vice-líder das Eliminatórias vai receber o primeiro colocado sem poder contar com o goleiro Fernando Muslera e, principalmente, desfalcado do atacante Luis Suárez, amigo de Neymar no Barcelona – ambos estão suspensos por terem levado o segundo cartão amarelo.

Muslera e Suárez, no entanto, estão concentrados com o grupo para poder atuar na rodada seguinte, contra o Peru, em Lima. O técnico escolheu o goleiro do Vasco, Martín Silva, como o substituto. Para repor a difícil perda do principal atacante, a aposta será em Diego Rolán, de 23 anos, do Bordeaux, da França. Outra baixa sentida é a do lateral Alvaro Pereira, ex-São Paulo. Machucado, ele dará lugar a Gaston Silva.

“Neste tipo de competição, como é a Eliminatória, somar pontos sempre é importante. Sabemos que jogamos em casa e vamos nos esforçar para que possamos alcançar nosso primeiro objetivo, que é ganhar”, comentou o atacante Cavani, que joga no Paris Saint-Germain. Se superar o Brasil, a equipe diminuirá a diferença entre os rivais para apenas um ponto.

SOSSEGO

A campanha tranquila de vice-líder das Eliminatórias para a Copa da Rússia é uma situação rara para o Uruguai. O país bicampeão mundial teve de disputar a repescagem intercontinental antes das quatro últimas Copas. Por ter terminado na classificação final no quinto lugar em todas essa edições, foi preciso fazer duelos de dia ida e volta com a Austrália (2002 e 2006), Costa Rica (2010) e Jordânia (2014). A única eliminação foi diante dos australianos, em 2006, nos pênaltis. 

A equipe dirigida por Tabárez também começou a preparação para os compromissos das Eliminatórias na última segunda-feira. Os treinos foram no complexo da Associação Uruguaia de Futebol (AUF). A seleção fez atividades no centro de treinamento. A última delas, ontem, não teve presença de jornalistas do país e estrangeiros.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.