Tabu de 22 anos cai e Libertadores tem quatro times sem títulos na semifinal

Bolívar, Defensor, Nacional (Paraguai) e San Lorenzo lutam pela conquista inédita

Diego Salgado, O Estado de S. Paulo

16 de maio de 2014 | 07h00

SÃO PAULO - Depois de todos os seis times brasileiros serem eliminados ao término das quartas de final da Libertadores, um tabu de 22 também foi quebrado na edição 2014: apenas equipes sem títulos da competição chegaram à semifinal. Assim, Bolívar, Defensor, Nacional (Paraguai) e San Lorenzo ainda lutam pela conquista inédita.

A última vez que esse fato ocorreu foi em 1992, quando São Paulo, Newell's Old Boys, Barcelona de Guayaquil e América de Cali disputaram o título. Na época, porém, as equipes tinham mais tradição no torneio continental - todos já haviam chegado à final. O São Paulo foi vice-campeão em 1974, como Newell's (1988), Barcelona (1990) e América (1985, 1986 e 1987).

Entre os semifinalistas deste ano, apenas o San Lorenzo chegou entre os quatro primeiros. Em 1960, na primeira edição da Libertadores, o time argentino acabou eliminado pelo Peñarol, que sagrou-se campeão depois contra o Olimpia. Em 1973, o Independiente levou a melhor no triangular semifinal e eliminou San Lorenzo e Millonarios. Depois, em 1988, o algoz foi o Newell's Old Boys.

Neste ano, o Bolívar eliminou Lanús e León antes de chegar à semifinal. Na primeira fase, foi um dos responsáveis pela eliminação do Flamengo ao empatar por 2 a 2 com o time brasileiro no Maracanã e vencer por 1 a 0 em La Paz. Com 11 pontos em seis jogos, a equipe boliviana foi líder do Grupo 7.

Já o Nacional do Paraguai terminou a primeira fase na segunda colocação, atrás do Atlético-MG, com apenas oito pontos. Depois, o time eliminou o Vélez Sarsfield e o Arsenal de Sarandí. O San Lorenzo também somou oito pontos no Grupo 2, no segundo lugar. Para voltar à semifinal depois de 26 anos, a equipe passou por Grêmio e Cruzeiro. O Defensor, por sua vez, fechou sua participação na fase inicial na liderança, com 11 pontos. Na sequência, o time uruguaio eliminou o The Strongest e o Atlético Nacional de Medellín.

Com 50% de aproveitamento nos dez jogos até aqui - o menor entre os semifinalistas -, o San Lorenzo pode ser o campeão com a pior campanha da história. O recorde negativo pertence à LDU, que faturou o título com cinco vitórias, cinco empates e quatro derrotas (aproveitamento de 47,6%).

DISPUTA

Duas edições da Libertadores contaram com quatro campeões da competição na fase semifinal. Em 1984, Independiente (seis vezes campeão até então), Grêmio, Nacional (Uruguai) e Flamengo disputaram o título. O time argentino, ao término do torneio, levantou a taça ao bater o Grêmio. Em 2009, Estudiantes, Cruzeiro, Nacional e Grêmio disputaram uma vaga na final - os argentinos mais uma vez conquistam o título.

Os jogos da semifinal serão disputados apenas após a Copa do Mundo, nos dias 23 e 30 de julho. O Nacional enfrenta o Defensor, enquanto San Lorenzo e Bolívar jogam por uma inédita decisão da Libertadores. As finais estão marcadas para os dias 6 e 13 de agosto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.