Jorge Adorno/Reuters
Jorge Adorno/Reuters

Tabu em estádio mantém Cerro confiante para receber o Palmeiras

Time paraguaio está invicto como mandante em partidas internacionais desde a reinauguração do Nueva Olla

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

08 Agosto 2018 | 11h00

O Cerro Porteño, do Paraguai, confia no retrospecto como mandante para conseguir um bom resultado contra o Palmeiras, nesta quinta-feira, e seguir adiante na Copa Libertadores. O atual líder do campeonato local jamais perdeu confrontos internacionais disputado no estádio Nueva Olla, reformado e reinaugurado em setembro do ano passado.

A casa do clube passou por uma remodelação durante dois anos, para modernizar o local e ampliar a sua capacidade. Agora, cabem 40 mil pessoas. A expectativa é de lotação máxima para a partida, válida pelo confronto de ida das oitavas de final. "Todos os torcedores virão para nos ajudar neste jogo, tanto para defender como para atacar. Esperamos ter muito apoio, como se fosse um jogador a mais em campo", disse o técnico Luis Zubeldia à rádio 1080 AM Monumental.

Em quatro partidas contra equipes estrangeiras, foram dois empates e duas vitórias do Cerro Porteño na nova casa. Na Libertadores deste ano o time ganhou do Defensor, do Uruguai, por 2 a 1 e do Monagas, da Venezuela, por 3 a 2. O tropeço veio somente diante do Grêmio, atual campeão do torneio. As equipes ficaram no empate por 0 a 0.

Apresentado como reforço pelo Palmeiras nesta terça, o zagueiro paraguaio Gustavo Gómez elogiou a qualidade do Cerro. "É um time de grandes jogadores, alguns deles eu conheço da seleção paraguaia. É um adversário de respeito", comentou o defensor.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.