Taça da Copa do Mundo visita Montserrat, ilha dizimada por um vulcão

Pequeno protetorado britânico foi eliminado por Belize nas Eliminatórias para Copa

O Estado de S. Paulo

18 de outubro de 2013 | 15h30

SÃO PAULO - A Taça da Copa do Mundo, que ganhará um novo dono no dia 13 de julho de 2014, no Maracanã, continua seu passeio pelas ilhas do Caribe. Nesta sexta-feira, o troféu está na ilha de Montserrat. O pequeno protetorado britânico nunca participou de um Mundial da Fifa, mas tem problemas maiores para se concentrar além do futebol. Lar do vulção Soufrière Hills, o país foi dizimado pela erupção em 18 de Julho de 1995, forçando a evacuação da capital Plymouth.

Mesmo com mais explosões do vulcão acontecendo, Montserrat sobrevive. O país tem como principal atividade a extração de minérios das cinzas vulcânicas. Grande parte da ilha é vista como uma versão moderna de Pompéia (cidade na Itália dizimada pelo Vesúvio), com enormes espaços ocupados por cidades fantasma. Nas eliminatórias para tentar vir ao Brasil, Montserrat encarou Belize e perdeu os dois jogos: 5 a 2 na ida e 3 a 1 na volta. O destaque foi Jay Kee Hodgson, que marcou os três gols da equipe. O tour da Taça do Mundo continua nesta sexta-feira, quando o troféu vai passar por São Cristóvão e Névis.

Tudo o que sabemos sobre:
Copa do MundoesportesMontserrat

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.