Taffarel quer vitória do Galatasaray em Madri em último jogo como interino

O ex-goleiro Taffarel, que defendeu o Brasil em três Copas do Mundo como titular, encerra nesta quarta-feira mais uma passagem como técnico interino do Galatasaray. O brasileiro, que trabalha com o preparador de goleiros na comissão técnica permanente do clube turco, se despede diante do Atlético de Madrid, pela Liga dos Campeões, no Vicente Calderón.

Estadão Conteúdo

24 de novembro de 2015 | 18h29

Com quatro pontos no Grupo C, o Galatasaray precisa vencer para continuar sonhando com a classificação para a próxima fase. Mesmo um emapte o elimina da Liga dos Campeões. "A gente veio a Madri sabendo as dificuldades. Sabemos que vamos enfrentar uma grande equipe, mas continuamos a ter esperanças. Você não pode chegar aqui já derrotado. Nós temos esperança", garantiu o treinador.

Na análise de Taffarel, o Atlético de Madrid não tem apenas um homem perigoso, mas diversos atletas em condições de decidir, como o zagueiro uruguaio Godín, citado pelo ex-goleiro. "Eles têm uma boa organização e um bom ritmo, jogam como um time", comentou.

O brasileiro fica no cargo só mais esta partida, uma vez que Mustafa Denizli já foi contratado e deve assumir o time na quinta, quando o Galatasaray voltar a Istambul. Sob o comando de Taffarel, a equipe empatou em 3 a 3 com o Antalyaspor, em casa, no sábado. Antes, vinha de duas derrotas seguidas, o que custou o emprego ao técnico Hamzaoglu.

Sob o comando de Tafferal em Istambul estão, entre os outros, o goleiro uruguaio Muslera, o meia holandês Sneijder e o atacante alemão Podolski. Mesmo assim, a equipe tem só quatro pontos no Grupo C, contra sete do Atlético de Madrid e nove do Benfica.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.