Também demitido, Runco diz 'respeitar' decisão da CBF

Médico do Flamengo, José Luiz Runco recebeu a notícia da dissolução de toda a comissão técnica da seleção brasileira, incluindo a sua própria demissão, pela imprensa. Ele se mostrou pouco surpreso com a notícia divulgada nesta sexta-feira pela CBF.

LEONARDO MAIA, Agência Estado

23 de novembro de 2012 | 17h53

"Fui comunicado pela imprensa. Ninguém (da CBF) me informou. Foi uma decisão da direção da CBF e temos que respeitar", destacou o médico, que se disse aberto a um retorno ao comando médico da seleção brasileira caso seja convidado pelo novo técnico.

"Já passei por essa situação em 2010, quando o Ricardo Teixeira (então presidente da CBF) demitiu toda a comissão técnica. Depois voltei para continuar o trabalho normalmente", comentou Runco, que fez parte da equipe médica da CBF desde 1998.

Assim como Runco, toda a comissão técnica da seleção brasileira, incluindo o treinador Mano Menezes, foi demitida nesta sexta-feira. A CBF informou que os novos profissionais para os cargos vagos serão anunciados apenas no começo de janeiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.