Tapetão: STJD impugna pedido do Guarani

O Guarani esperava ganhar no "tapetão" os pontos que não conseguiu conquistar em campo quando enfrentou o Coritiba e perdeu por 1 a 0, na capital paranaense. O advogado Marcos Donicci entrou com ação no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), no Rio de Janeiro, denunciando o time paranaense por utilizar o jogador Ataliba, irregularmente. Acontece que o pedido será indeferido pelo presidente do STJD, Luiz Zveiter. Sveiter adiantou que por ter feito o pedido dos pontos, o Guarani vai ter sua solicitação indeferida pelo Tribunal. "O pedido está formulado de maneira errada e por isso deverá ser recusado". Apesar disso, a procuradoria do STJD deverá investigar o caso, que já se tornou público. E o Coritiba pode ser punido com a perda de seis pontos. Para que pudesse jogar, o nome do atleta teria que ser publicado pelo Boletim Informativo Diário (BID), o que não aconteceu. Desta forma, entende o departamento jurídico do Guarani que Ataliba entrou em campo sem autorização da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Segundo o diretor jurídico do clube, Milton Alves, o Guarani pleiteia a punição ao Coritiba, com a perda do dobro de pontos em disputa - seis pontos - e a transferência dos mesmos para o time de Campinas. "Estamos cientes que é praticamente impossível, mas estamos aproveitando para pedir a punição e também os pontos. Nunca é demais", destaca. A denúncia, de acordo com Milton Alves tem outro fundamento. "Precisamos tirar um adversário do caminho. Basta lembrarmos do Oeste, no Campeonato Paulista". O time de Itápolis, interior paulista, foi rebaixado para a segunda divisão depois de perder 12 pontos por utilizar jogadores irregularmente. O União São João de Araras acabou sendo beneficiado, pois permaneceu na primeira divisão apesar de ser o último colocado na competição. Vítima de um erro, segundo o advogado Milton Alves, o Guarani perdeu sua vaga na seqüência da Copa do Brasil, ano passado, por utilizar o volante Leandro Guerreiro, sem que o mesmo tivesse o nome publicado no BID. O Vila Nova-GO passou para a terceira fase. O Coritiba já definiu de que forma irá basear a sua defesa para não perder os seis pontos, o que o deixaria com saldo negativo, já que possui atualmente quatro pontos ganhos. Vai alegar que o erro foi da CBF em não publicar o nome de Ataliba no BID, pois o jogador já vem atuando desde janeiro pelo time paranaense. Ano passado ele estava emprestado ao Sport Recife, onde disputou a Série B do Brasileiro.

Agencia Estado,

27 de abril de 2004 | 17h25

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.