Reprodução/ Sina.com
Reprodução/ Sina.com

Tardelli diz que pretende seguir fora do Brasil e esfria interesse do Corinthians

Atacante deixará o Shandong Luneng, mas não pretende voltar para o futebol brasileiro

Redação, Estadão Conteúdo

26 de dezembro de 2018 | 10h13

Um dos sonhos do Corinthians para a próxima temporada, Diego Tardelli dificilmente vestirá as cores do clube em 2019. Foi o que ele mesmo indicou nesta quarta-feira, ao utilizar as redes sociais para explicar uma brincadeira feita pelo lateral André Santos e revelar que deseja seguir atuando fora do Brasil.

Ele decidiu se posicionar sobre uma publicação de André Santos, destaque do Corinthians nos anos 2008 e 2009. Em uma rede social, o lateral postou foto com Tardelli e escreveu: "Corinthians, será?". A brincadeira gerou repercussão e foi rebatida pelo atacante nesta quarta.

"Torcedores corintianos, só para deixar bem claro mais uma vez que eu tenho o maior respeito do mundo por esse clube. André Santos é meu amigo e nos encontramos no último domingo em casa. O Marcelo Moreno é meu vizinho de prédio esse ano, então não tem nada a ver uma coisa com a outra", escreveu em sua página no Twitter, citando outro atacante pretendido pelo clube paulista.

Tardelli vestiu as cores do Shandong Luneng, da China, nas últimas quatro temporadas. Seu contrato com o clube termina neste fim de ano, o que gerou rumores sobre uma possível volta ao Brasil, para o Corinthians ou o Atlético-MG, onde se destacou entre 2009 e 2011 e depois de 2013 a 2014. O próprio atacante, porém, esclareceu que quer seguir fora do País.

"Nunca foi essa minha intenção, de 'ficar de brincadeirinhas', até mesmo porque a minha vontade ainda é permanecer fora do Brasil. Sigo curtindo meu momento e minhas férias com a minha família!", completou o atacante.

Com Tardelli praticamente descartado, o Corinthians corre atrás de um centroavante para 2019. Além dele e de Marcelo Moreno, foram citados Vagner Love e o argentino Mauro Boselli, que parece ser o nome mais forte e pode reforçar o elenco alvinegro em 2019.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.