Tardelli diz que vem mais 'bomba' e que verá a Madonna

Árbitro afirma que CBF irá nesta segunda esclarecer caso polêmico envolvendo a partida entre Goiás e São Paulo

Agencia Estado

07 de dezembro de 2008 | 21h51

Wagner Tardelli, o árbitro afastado do jogo entre Goiás e São Paulo, afirmou neste domingo que a informação que teve sobre a possível tentativa manipulação do resultado da partida não foi de uma simples ligação entre secretárias, mas algo mais sério. "O Sérgio Corrêa (chefe da arbitragem da CBF) disse que fui vendido, que o jogo estava vendido e que o MP (Ministério Público) do Rio apurou uma bomba, que seria divulgada na segunda-feira. Não foi só conversa entre secretárias".Veja também:São Paulo é campeão brasileiro pela 6.ª vez na históriaVitória sobre o Goiás dá o título para o São Paulo Brasileirão 2008 - Classificação Brasileirão 2008 - Resultados Bolão Vip do LimãoTardelli comandou 17 jogos no Campeonato Brasileiro e, pela primeira vez, apitaria a partida que poderia definir o campeão.O árbitro também revelou que pretende ir ao show da Madonna. Mas no Maracanã, no Rio de Janeiro. A cantora se exibe também no Morumbi nos dias 18, 20 e 21 de dezembro."Tenho interesse em ir ao show dela, mas não em São Paulo, e sim no Rio e comprando ingresso. Ela vai ter até de me dar um autógrafo", disse o árbitro em entrevista à Rádio Bandeirantes. Neste domingo, foi levantada a suspeita de que a tentativa de suborno sobre o árbitro teria sido feita por meio de um ingresso para o show da Madonna no Morumbi. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.