Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Taubaté quase elimina Flamengo na A2

O Flamengo de Guarulhos, melhor time do Campeonato Paulista da Série A2 na segunda fase, praticamente deu adeus ao título da temporada após perder em casa, neste domingo, para o Taubaté, por 2 a 1. Com quatro pontos, o Taubaté aparece na terceira colocação do quadrangular final, atrás de Internacional, com seis, e Taquaritinga, com sete. O Flamengo é a grande decepção desta fase final, segurando a lanterna sem pontos. Enquanto o Taubaté ainda sonha com a Primeira Divisão, o Flamengo já está quase fora da disputa. Matematicamente, o time ainda tem chances, mas apenas uma combinação incrível de resultados nas três últimas rodadas é que podem levá-lo à Primeira Divisão em 2005. A promessa de jogo emocionante começou a ser desfeita logo nos primeiros minutos. Apesar dos dois times buscarem a vitória, a falta de qualidade técnica pesava e a maioria das jogadas se perdiam no meio-de-campo. A forte marcação exercida pelos times também contribuía para que os lances de ataque não "saíssem". O Taubaté, no primeiro bom lance de ataque, abriu o marcador. Aos 12 minutos, após boa troca de passes, Sandro Fonseca recebeu na direita e cruzou na cabeça do atacante Abraão, que mandou para o fundo das redes. Com o gol sofrido, o Flamengo teve que sair para o jogo. O time, porém, encontrava muitas dificuldades e pouco assustava o goleiro Gisiel, que seguia sem trabalhar. Com a posse de bola, o que faltava ao time da casa era objetividade. O adversário não saía para o jogo e estava mais preocupado em se defender. Nos raros momentos em que tinha a posse de bola, o time também não chegava com perigo e o goleiro Luis Fernando assistia ao jogo de "camarote". O segundo tempo também foi de poucas emoções. O Flamengo se lançou de vez ao ataque e esboçou uma reação. Everthon, aos 21 minutos, arriscou de fora da área, levando perigo. O atacante Abrãao, autor do único gol até então, prejudicou imensamente o seu time, ao deixar o gramado. Ele seria substituído por Floriano, mas fez a famosa "cera" e levou o cartão amarelo. O jogador reclamou e recebeu o vermelho. Resultado: Floriano não pôde entrar em campo e o Taubaté ficou com dez jogadores. Apesar de estar com um jogador a menos, foi o Taubaté que marcou o segundo gol. O atacante Erick, que acabara de entrar no lugar de Gilsinho, marcou aos 39 minutos. Aproveitando o desespero do Flamengo, que ia desordenadamente ao ataque, o visitante matou o jogo no contra-ataque. Erick recebeu na frente e tocou na saída do goleiro Luís Fernando. Nos acréscimos, o Flamengo marcou o seu gol. Aos 46 minutos, Nilson aproveitou jogada confusa na área e chutou cruzado, de perna direita. Nos dois minutos finais, o clube ainda tentou o empate milagroso, mas não conseguiu. Na próxima rodada, os clubes voltam a se enfrentar, mas em Taubaté. O jogo será disputado na quarta-feira. Na outra partida da rodada, a Internacional tenta dar o troco no Taquaritinga, em Limeira. No jogo de sábado, o CAT venceu em casa por 4 a 3.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.