Taxa de ocupação dos estádios do País em 2013 foi de 26%

Avaliação considerou todos os jogos de 34 campeonatos disputados no Brasil

O Estado de S. Paulo

06 de fevereiro de 2014 | 16h42

SÃO PAULO - Nem mesmo a inauguração de seis arenas da Copa do Mundo mudou o cenário do futebol brasileiro em relação à acupação dos estádios. No ano passado, essa taxa foi de apenas 26%, caindo em relação a 2012, quando o índice de ocupação foi de 26,6%. A avaliação considerou todos os jogos de 34 campeonatos disputados no País. A média de torcedores por jogo foi de 4,6 mil. Já a capacidade média dos estádios foi próxima a 18 mil.

Segundo a Pluri Consultoria, que fez o trabalho, as competições Internacionais, como Libertadores, Sul-Americana e Recopa, tiveram os maiores índices de ocupação, com 60%. A Copa do Nordeste apresentou taxa de 39%. Nas quatro divisões do Campeonato Brasileiro, a proporção foi de 32%. Nos Estaduais, contudo, o número foi abaixo da média: apenas 21% dos lugares dos estádios foram ocupados pelo torcedor.

Dos 34 campeonatos, somente 11 superaram a média geral: Libertadores, Série A do Brasileiro, Sul-Americana, Copas do Nordeste e do Brasil, além dos Estaduais do Pará, Pernambuco, Minas Gerais, Goiás, São Paulo e Santa Catarina. O Campeonato Paraense lidera entre os estaduais, ocupando a quarta posição entre todos os torneios do País. Rondônia (ocupação de 4,6% dos estádios), Mato Grosso (6,1%) e Acre (6,3%) têm os campeonatos com menor público.

Dos 302 clubes listados na pesquisa, 115 jogaram a temporada para menos de 10% de seus torcedores nos estádios. Além disso, 53 tiveram ocupação abaixo de 5%. Veja: 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.