Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Tchê Tchê é absolvido em julgamento e reforça Palmeiras no clássico

Jogador escapa de punição por ter sido expulso contra a Ponte Preta e está liberado para enfrentar o Corinthians

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

10 de julho de 2017 | 17h50

O meia Tchê Tchê, do Palmeiras, foi absolvido nesta segunda-feira em julgamento no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), no Rio, e está liberado para defender o time no clássico de quarta-feira contra o Corinthians, no Allianz Parque, pelo Campeonato Brasileiro. O jogador foi denunciado pela expulsão na vitória por 2 a 1 sobre a Ponte Preta, no Moisés Lucarelli, quando se envolveu em uma confusão com Renato Cajá.

Na ocasião, os dois jogadores receberam cartão vermelhos nos acréscimos pelo árbitro após trocarem tapas. Tchê Tchê foi denunciado por ato desleal, que poderia render uma punição de até três partidas. Os auditores acompanharem o voto do relator Gustavo Pinheiro pela absolvição do jogador do Palmeiras e na aplicação de duas partidas de suspensão para Renato Cajá, da Ponte Preta.

O mesmo julgamento aplicou duas partidas de suspensão ao zagueiro Rodrigo, da Ponte Preta, por ter ofendido e trombado com o árbitro e determinou multa de R$ 1 mil ao Palmeiras por ter atraso um minuto para entrar no gramado para o início da partida.

A absolvição livra Tchê Tchê de ficar fora e perder o clássico com o Corinthians, na quarta-feira. Como Guerra e Borja voltaram a treinar com o elenco nesta segunda-feira, o técnico Cuca deve ter poucos problemas para escalar o time. Para o clássico, a torcida palmeirense já comprou quase 37 mil ingressos.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.