Tcheco agora luta pelo terceiro lugar

Para o meia Tcheco, do Al Ittihad, o Mundial não acabou, apesar da derrota para o São Paulo por 3 a 2, nesta quarta-feira. ?Se eu estivesse em um clube brasileiro, teria acabado. Mas para um time árabe, ficar em terceiro lugar é importante. Vamos manter a concentração para ganhar a próxima partida?. Ele acha que os companheiros respeitaram muito o São Paulo. ?Eles criaram um bicho papão que não existe. Valorizaram muito o São Paulo e só acreditaram na partida depois de tomarem o primeiro gol. Isso é uma coisa natural porque o São Paulo realmente é um grande time. E é um time do Brasil, o que causa muito respeito a adversários em todo o lugar?. A defesa do São Paulo foi o que mais decepcionou Tcheco. ?Bem, eu acho que são zagueiros bons, que sempre jogam de forma constante. Mas, no jogo, estavam nervosos. Nós aproveitamos bastante o espaço que havia nas costas dos laterais?. Tcheco lamentou mais uma vez as ausências de Pedrinho, Marcão e Lima, que foram vetados por conta de a inscrição haver sido feita de forma irregular. ?Talvez não mudasse o resultado, mas o jogo poderia ser diferente. O futebol não tem o se. Não adianta lamentar. Vamos agora esperar o terceiro lugar. Quanto ao título, se o Liverpool passar, vai ser uma briga de cachorro grande. Se o Saprissa passar, é mais fácil para o São Paulo?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.