Tcheco lamenta vacilo da defesa do Corinthians

O meia Tcheco lamentou o vacilo da defesa corintiana no início do segundo tempo do jogo com o Mirassol nesta quarta-feira, no Pacaembu. O Corinthians vencia por 1 a 0, placar que garantia a liderança isolada do Paulistão, mas cedeu o empate, após erro do goleiro Felipe e do lateral Balbuena.

MARCEL RIZZO, Agencia Estado

28 de janeiro de 2010 | 00h52

"Não podemos tomar gol desses. A marcação tem que ser individual", reclamou Tcheco. O gol foi marcado aos 13 minutos da etapa final, quando Felipe e Balbuena bateram cabeça num cruzamento e Ferreira empatou de cabeça.

Tcheco foi responsável direto pelo gol corintiano, no primeiro tempo. Ele bateu falta pela direita e achou Ronaldo na área, fora de impedimento. "No meu primeiro cruzamento no jogo, percebi que eles faziam linha de impedimento. No lance do gol, o Ronaldo pediu que eu esperasse para cobrar a falta. Esperei, ele ficou, a zaga saiu e o Ronaldo estava na cara do gol", contou.

Na jogada, Ronaldo surgiu por trás da defesa e surpreendeu o goleiro, que contava com o impedimento dos demais corintianos. O Fenômeno aproveitou o erro da defesa, driblou o goleiro e mandou para as redes com tranquilidade.

Apesar do tropeço em casa, os jogadores acharam motivos para elogiar o time. "Melhoramos com relação à posse de bola", avaliou o zagueiro William. "Fisicamente evoluímos. Estivemos mais inteiros do que contra o Bragantino", apontou Dentinho.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.