Técnico admite favoritismo da LDU contra o Pachuca

Após a vitória do Pachuca, do México, sobre o egípcio Al Ahly, que definiu o desafiante da LDU, do Equador, na semifinal do Mundial de Clubes, o técnico da equipe equatoriana, Edgardo Bauza, admitiu que o favoritismo para o confronto da quarta-feira, dia 17, é do time que venceu o Fluminense na final da Copa Libertadores. "o favoritismo sempre recai sobre o campeão da Libertadores. É a primeira vez que um time equatoriano é campeão. Conhecemos a história e o que representamos", declarou o treinador, que é argentino. "Oxalá podermos estar a altura das circunstâncias porque esta equipe tem grande valentia diante dos desafios", completou.Bauza disse estar orgulhoso de estar a frente da LDU e representar o Equador e a América do Sul na competição. "É um verdadeiro orgulho estar aqui, mas é um grande desafio porque não apenas representamos o time, mas também a todo o país e a Conmebol".O técnico também afirmou que sonha em jogar uma final com o Manchester United. "A final com o Manchester é um sonho, mas ainda falta eles ganharam a sua semifinal e nós ganharmos a nossa. Faltam muitos passos. Primeiro sonhamos com o jogo diante do Pachuca, que será complicado e difícil". Ele aproveitou para destacar a vitória, de virada, do Pachuca sobre o Al Ahly. "Foi um resultado justo, depois de uma partida muito vibrante. Virar um placar de 2 a 0 é difícil. No entanto, vamos enfrentá-los com muita vontade para alcançarmos a decisão".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.