Técnico alemão Vogts deixa seleção da Nigéria

O técnico alemão Berti Vogts deixou aseleção da Nigéria nesta quarta-feira, informou a Federação deFutebol da Alemanha. O ex-jogador de 61 anos, que treinou a seleção alemã naconquista da Eurocopa de 1996, foi bastante criticado no paísafricano após a derrota nas quartas-de-final da Copa Africanade Nações para Gana, este mês, disse o site oficial dafederação alemã. Em comunicado publicado pela agência de notícias esportivasda Alemanha SID, Vogts criticou a Associação de FutebolNigeriana pela falta de apoio a sua comissão técnica em meioaos duros ataques feitos pela imprensa do país. "As atitudes e o comportamento da Associação Nigeriana deFutebol durante e após a Copa Africana de Nações destruíramtoda a verdade entre as duas partes, e a cooperação futura setorna impossível", disse o advogado de Vogts, Stefan von Moers. A demissão de Vogts era esperada após a atuaçãodecepcionante da equipe na competição. A imprensa nigeriana e o volante da seleção Sunday Olisehcriticaram Vogts por montar uma comissão técnica inteiramentealemã, incluindo os ex-jogadores Steffen Freund e Uli Stein. Vogts, que assumiu a equipe em março de 2007, tinhacontrato até o fim da Copa do Mundo de 2010, na África do Sul. (Reportagem de Jon Bramley e Chloe Fussell))

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.