Técnico aposta na força do Criciúma

O técnico Edson Valandro sente-se em casa novamente dirigindo o Criciúma, que enfrenta o Palmeiras nesta noite, pela segunda fase da Copa do Brasil. Ele acertou seu retorno ao clube na sexta-feira e, no dia seguinte, já mostrava sua convicção na escalação da mesma equipe que conquistou o título brasileiro da Série B de 2002. A única exceção é Léo Mineiro, que entra no lugar de Cléber Gaúcho, que se recupera de uma lesão. "Adoro o clube, a torcida e a cidade", disse o técnico, que chegou a abrir mão de algumas exigências para acertar o contrato.Valandro retornou ao Criciúma após quase três meses no futebol paulista, devendo permanecer até o final da temporada, ao lado do preparador Álvaro Andreis. Conhecido como disciplinador (dois jogadores mudaram o corte de cabelo a seu pedido), impôs concentração ao time desde a segunda-feira e ainda recebeu elogios: "Aqui eu repouso mais do que se estivesse em casa. Acho que vai melhorar meu rendimento", disse o atacante Tiago, que espera entrar em campo no decorrer da partida.O retorno do técnico deu mais um alento à equipe do Criciúma, que se classificou para a segunda fase da Copa do Brasil no dia 12, derrotando em casa o Alegrense, com uma goleada de 5 a 1. E só não havia conseguido se classificar por antecipação porque, no primeiro jogo, ganhava por 3 a 1 e acabou deixando o time capixaba marcar o segundo gol, forçando a nova partida.A equipe deve jogar com Fabiano; Paulo César Baier, Cametá, Luciano e Luciano Almeida; Léo Mineiro, Cléber, Juca e Dejair; Delmer e Anderson Lobão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.