Técnico argentino recusa convite para assumir Colômbia

O técnico argentino Gerardo Martino recusou o convite para assumir o comando da seleção da Colômbia, segundo revelou nesta segunda-feira o presidente da Federação Colombiana de Futebol, Luis Bedoya. As duas partes chegaram perto de fechar um acordo, mas o treinador parece ter preferido uma proposta do clube Newell''s Old Boys, da Argentina.

AE, Agência Estado

26 de dezembro de 2011 | 16h21

Essa foi a segunda vez que a Colômbia tentou contratar Martino, técnico que esteve no comando da seleção paraguaia de 2007 até julho deste ano. Na primeira tentativa, em agosto, ele substituiria Hernán Darío Gómez, que foi demitido após agredir uma mulher. Mas o argentino não aceitou, porque teria pouco tempo de trabalho antes do início das Eliminatórias da Copa de 2014.

Agora, já em dezembro, Martino voltou a ser procurado pelos colombianos, depois da demissão de Leonel Alvarez, que ficou apenas três meses no comando da seleção e foi demitido por causa dos resultados ruins nas Eliminatórias da Copa - a Colômbia teve uma vitória, um empate e uma derrota em três jogos disputados. Mas o argentino voltou a recusar a oferta.

"A nova negociação durou vários dias e chegamos a um acordo, mas, lamentavelmente, não deu certo no último momento. Martino prefere a oferta para voltar ao Newell''s Old Boys", revelou Luis Bedoya. "Assim, seguimos buscando um técnico com experiência internacional", completou o dirigente, lembrando que a Colômbia só volta a jogar em junho pelas Eliminatórias.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.