Técnico belga admite poupar Kompany no próximo jogo

O técnico Marc Wilmots garantiu nesta sexta-feira que não vai forçar a volta do zagueiro Vincent Kompany, o capitão da seleção da Bélgica. Dúvida para a partida de domingo contra a Rússia, no Maracanã, o defensor sente dor muscular no lado esquerdo da virilha e por isso ele não participa dos treinamentos desde quinta-feira.

AE, Agência Estado

20 de junho de 2014 | 12h32

"Não vou correr nenhum risco com Vincent", afirmou Wilmots. O zagueiro foi titular e disputou todo o jogo de estreia da Bélgica no Mundial, em sofrida vitória contra a Argélia por 2 a 1, na terça-feira. O resultado fez dos belgas os líderes do Grupo H, com três pontos, já que Rússia e Coreia do Sul empataram na outra partida da chave e têm apenas um ponto.

"Estamos em uma boa posição. Não é momento para tentar coisas loucas", argumentou o treinador, reafirmando que só deve utilizar Kompany se ele estiver totalmente recuperado.

Uma vitória sobre a Rússia garante a classificação da Bélgica para a próxima fase. Se chegar a seis pontos, a seleção russa terá apenas um, enquanto só um possível ganhador da partida entre Coreia do Sul e Argélia poderá ultrapassar os belgas na última rodada - se houver empate nesse confronto, um triunfo no segundo jogo assegura a equipe de Wilmots na primeira colocação antecipadamente.

Tudo o que sabemos sobre:
Copa 2014futebolBélgica

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.