Fifa
Fifa

Técnico celebra primeira fase 'bem positiva' do Brasil no Mundial Sub-17

Após resultados positivos diante da Espanha e Coreia do Norte, equipe de Carlos Amadeu bate Níger por 2 a 0

Estadao Conteudo

13 Outubro 2017 | 20h54

A seleção brasileira sub-17 encerrou a primeira fase do Mundial da categoria com 100% de aproveitamento. Depois de passar por Espanha e Coreia do Norte nas duas primeiras partidas, a equipe derrotou nesta sexta-feira Níger por 2 a 0. O técnico Carlos Amadeu celebrou o desempenho de seus comandados e se mostrou animado para o restante do torneio.

+ Após novo tropeço no Brasileirão, Cuca não é mais técnico do Palmeiras

+ Mansão na Sardenha era suborno do Catar a Jerôme Valcke

"A primeira fase foi bem positiva. A gente veio para conseguir a classificação e conseguimos. Enfrentamos adversários qualificados, jogando de formas diferentes. Saímos de um placar adverso no primeiro jogo com uma equipe muito forte (Espanha), conseguimos ser superiores e viramos. Depois, enfrentamos um adversário com marcação muito forte na defesa (Coreia), mas tivemos um comportamento maduro, com posse de bola, transição. Demos quase 30 chutes no gol adversário", disse ao site da CBF.

Naturalmente, o desempenho brasileiro no Grupo C da competição deixou Carlos Amadeu otimista para as oitavas de final. Só que apesar de elogiar a equipe, o próprio treinador admitiu que a fase final do torneio, até por ser eliminatória, exigirá ainda mais dos jovens jogadores.

+ Leia mais notícias sobre esportes

"Conseguimos vencer as adversidades e isto é muito positivo. O time tem se preparado também durante a competição com estas adversidades. Isto nos deixa mais maduros para a fase seguinte, que é uma situação muito mais delicada. Não temos direito a uma derrota. Precisamos de lucidez para que as vitórias venham e as conquistas, passo a passo, sejam positivas", considerou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.