Técnico checo culpa desfalques e expulsão pela derrota

O técnico Karel Bruckner culpou os desfalques e a desvantagem numérica durante todo o segundo tempo pela derrota da República Checa para a Itália, por 2 a 0, nesta quinta-feira, em Hamburgo, pela terceira rodada do Grupo E da Copa do Mundo."Atuamos com um a menos (após a expulsão de Jan Polak, no final do primeiro tempo) contra um oponente forte. Antes disto, tivemos muitas baixas, com lesões e suspensões para este jogo. Desta forma ficou mais difícil marcar gols num time como a Itália", disse o técnico.O centroavante Jan Koller machucou a coxa durante a estréia, na vitória sobre os Estados Unidos, e também o atacante Vratislav Lokvenc, suspenso pelo acúmulo de cartões amarelos, não puderam jogar.Com a derrota para a Itália, a República Checa não se classificou para as oitavas-de-final da Copa. A eliminação antes do previsto, aliás, deixou o técnico da atual vice-líder do ranking da Fifa sem saber qual será o seu destino. "Não tenho planos para o futuro. Ainda é cedo para falar qualquer coisa."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.