Carlota Ciudad/EFE
Carlota Ciudad/EFE

Técnico da Argentina revela conversa com Messi: 'Não falamos de futuro'

Lionel Scaloni diz que deixou craque fora da lista de amistosos após consultá-lo

Estadão Conteúdo

21 Agosto 2018 | 16h16

Um dos técnicos interinos da seleção da Argentina, Lionel Scaloni concedeu nesta terça-feira a sua primeira entrevista coletiva e um assunto dominou a pauta: Lionel Messi. A ausência do craque do Barcelona na lista de 29 jogadores para os amistosos de setembro contra Guatemala e Colômbia, nos Estados Unidos, foi explicada pelo treinador.

"Conversei com ele e, a partir desta conversa, não foi convocado para estas partidas", disse Lionel Scaloni, que comanda interinamente a seleção da Argentina junto com o ex-jogador Pablo Aimar enquanto a AFA (Associação do Futebol Argentina, na sigla em espanhol) procura um substituto para Jorge Sampaoli, que deixou o comando após a Copa do Mundo da Rússia. "Sobre o futuro não falamos, sinceramente. Todos sabemos o que ele representa para nós e logo veremos o que passará no futuro".

O primeiro compromisso da Argentina após a eliminação nas oitavas de final da Copa do Mundo para a França será contra a Guatemala, no próximo dia 7, em Los Angeles. Quatro dias depois, o duelo contra a Colômbia será em East Rutherford, em New Jersey. Os jogos visam a preparação para a disputa da Copa América de 2019, de 14 de junho a 7 de julho, no Brasil. "Tomamos esses amistosos como um desafio para nós (ele e Aimar)", ressaltou Lionel Scaloni.

Sobre os jogadores que foram convocados, o interino disse que o material que tem em mãos, incluindo jogadores juniores, é muito bom. "Estou convencido que há material (entre os juniores). Tem que colocar para esses garotos que acima da seleção argentina não há mais nada. Não há nada maior que a camisa argentina", contou.

Para os amistosos, Lionel Scaloni e Pablo Aimar deixaram outros experientes jogadores, além de Lionel Messi, de fora. São os casos do zagueiro Nicolás Otamendi (Manchester City) e dos atacantes Sergio "Kun" Agüero (Manchester City), Gonzalo Higuaín (Milan) e Ángel Di María (Paris Saint-Germain). E o zagueiro Javier Mascherano se aposentou da seleção após a Copa do Mundo.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.