Técnico da Espanha diz que pode pedir demissão

O técnico Luis Aragonés disse nesta quarta-feira que está disposto a apresentar a sua renúncia do cargo na seleção espanhola. A Espanha foi eliminada nas oitavas-de-final da Copa do Mundo, depois de perder para a França por 3 a 1 na terça-feira, em Hannover. "Dizem que eu ficaria marcado se não terminássemos o Mundial entre os quatro primeiros e penso assim também", disse o treinador de 67 anos. "Em quatro dias teremos a resposta." "Estou triste, mas acho que fizemos o que era possível. É claro que sou o maior culpado pela eliminação, mas vou continuar como treinador, onde quer que eu esteja, porque está é a minha profissão e minha paixão", disse Aragonés. Antes da seleção, Aragonés comandou Atlético de Madrid, Barcelona e Valência. A derrota em Hannover foi a primeira da Espanha em 26 jogos, desde a Eurocopa de 2004, quando foi eliminada na primeira fase. DESEMBARQUENo desembarque, nesta quarta, a seleção espanhola foi recebida no aeroporto de Madri por dezenas de torcedores, que apoiaram os jogadores e a comissão técnica. "Não esperava ser bem recebido", disse o técnico Aragonés, enquanto distribuía autógrafos. "Estamos muito agradecidos pelo o apoio", comentou o atacante Raúl.De volta à Espanha, o lateral-esquerdo Pernía ainda procurava explicações para a derrota para a França. "Lamentavelmente, mais uma vez, voltamos para casa de mãos vazias. Os torcedores podem ficar tranqüilos porque nos empenhamos o máximo, mas tivemos alguns erros pontuais no jogo em que fomos eliminados."Na terça, logo depois da derrota para a França, o zagueiro espanhol Puyol acusou o atacante francês Thierry Henry de ser desonesto. "A falta que deu origem ao segundo gol da França não existiu. O Henry é uma estrela, é inteligente e enganou o juiz."Henry, naturalmente, se defendeu. "Eu não trapaceio. Podem dizer o que quiserem, mas se alguém foi prejudicado até agora, fomos nós. O Puyol me bloqueou (no lance que deu origem a falta)."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.