Técnico da Grécia diz que Argentina mereceu a vitória

O técnico Otto Rehhagel saiu de campo nesta terça-feira conformado com a derrota que eliminou a Grécia da Copa do Mundo. O treinador admitiu que a favorita Argentina jogou melhor e fez por merecer a vitória, por 2 a 0.

AE, Agência Estado

22 de junho de 2010 | 18h46

"Não tenho dúvida de que foi um vitória bem merecida. Nós não queríamos levar um gol no início e nos esforçamos para conseguir isso. Mas é claro que a Argentina tem mais categoria e conquistou a vitória", declarou o treinador, que apostou na retranca.

A formação mais defensiva deu certo até a metade do segundo tempo, quando a Argentina marcou o primeiro gol. "Conseguimos impedir que eles marcassem e aguentamos durante muitos minutos. Nosso objetivo era manter a bola no meio-campo, mas no final tivemos que manter o jogo na defesa", disse, resignado.

"Meus atletas jogaram com o coração e com muita empolgação. Mas não foi o suficiente para causar muitos problemas à Argentina", lamentou, antes de destacar as boas opções do técnico Maradona. "Não temos um Milito no nosso banco de reservas", completou Rehhagel, que preferiu não comentar se vai permanecer no comando da equipe grega.

Tudo o que sabemos sobre:
Copa 2010futebolGréciaOtto Rehhagel

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.