Peter Dejong/AP
Peter Dejong/AP

Técnico da Hungria pede demissão após levar goleada

Jozsef Csabi assume o cargo interinamente na última rodada

AE, Agência Estado

12 de outubro de 2013 | 14h08

BUDAPESTE - Depois da humilhante derrota para a Holanda por 8 a 1, na sexta-feira, em Amsterdã, o técnico Sandor Egervari pediu demissão e deixou o comando da seleção húngara. Assim, o ex-jogador Jozsef Csabi vai assumir o cargo interinamente para a disputa da última rodada das Eliminatórias Europeias para a Copa de 2014, quando a Hungria recebe Andorra na terça-feira, em Budapeste.

Egervari estava no cargo há três anos, mas não resistiu ao resultado de sexta-feira na Holanda. "Depois de uma derrota como essa, tenho que pedir minha demissão", explicou o treinador. "Para o futebol húngaro, essa derrota é como um grande tapa na cara."

Antes da derrota para a líder e já classificada Holanda, a Hungria estava na segunda colocação do Grupo D das Eliminatórias, em boa situação para terminar como vice-líder e ir para a repescagem. Agora, caiu para o quarto lugar, dois pontos atrás de Turquia e Romênia, mantendo apenas chances matemáticas de se classificar para a Copa do Mundo de 2014.

Tudo o que sabemos sobre:
futinterfutebolEliminatóriasHungria

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.