Técnico da Inglaterra nega briga com Rooney no vestiário

O técnico Steve McClaren, da seleção inglesa de futebol, negou nesta segunda-feira que tenha brigado com o atacante Wayne Rooney após o empate sem gols com Israel, pelas eliminatórias à Eurocopa de 2008. Segundo a imprensa, McClaren teria lamentado aos jogadores as muitas chances de gol perdidas na partida e lembrado que a seleção só marcou um gol nos últimos cinco jogos. Rooney reagiu com irritação, pensando que o treinador estava dirigindo suas críticas diretamente a ele. No entanto, o técnico inglês negou categoricamente a briga com o atacante do Manchester United na entrevista coletiva prévia à partida desta quarta contra Andorra, em Barcelona. Ele afirmou que toda a polêmica sobre o assunto é "lixo". "O que acontece no vestiário fica no vestiário. Eu e Rooney nos damos bem", disse McClaren, que se negou a revelar o conteúdo da conversa após o jogo. A Inglaterra atravessa seu pior jejum de gols (um nos últimos cinco jogos) desde 1981, e muito disso se dá pelo fato de Rooney, uma das principais estrelas da seleção, não marcar em competições oficiais desde a Eurocopa de 2004, em Portugal. "Pessoas do meio do futebol que eu respeito me telefonaram e me disseram que o único ponto ruim de nossa atuação no sábado foi não termos conseguido marcar um gol", assegurou o técnico, que gostou da atuação da equipe.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.