Técnico da Itália caminha 21km à noite após classificação na Euro

Os jogadores da Itália podiam estar se sentindo exaustos após derrotarem a Irlanda na segunda-feira, mas o cansaço não era nada se comparado ao da comissão técnica, que caminhou 21 quilômetros a um mosteiro no meio da noite para comemorar a classificação para as quartas-de-final da Euro 2012.

MARK MEADOWS, REUTERS

20 de junho de 2012 | 09h50

Os monges Calmadoleses, que têm origem na Itália mas que ocupam um monastério a 21 quilômetros da base da Itália na periferia de Cracóvia, encontraram-se com a seleção antes da Eurocopa e a comissão técnica havia prometido fazer uma peregrinação ao mosteiro caso eles avançassem no Grupo C.

Ninguém esperava que o técnico Cesare Prandelli, seus auxiliares, o vice-presidente da federação e o ex-meio de campo Demetrio Albertini fizessem a caminhada às 3h da madrugada, logo após retornarem a Cracóvia depois de derrotarem os irlandeses por 2 x 0, em Poznan.

A federação afirmou em um comunicado que o grupo, que primeiro "teve de lidar com as piadas dos jogadores... que foram para a cama", levou três horas e meia para completar a caminhada e voltar à base por volta das 7h -- de carro.

A Itália enfrenta a Inglaterra pelas quartas-de-final em Kiev, no domingo, quando os torcedores do Azzurra esperam que Prandelli não terá outra noite em claro, desta vez pelos motivos errados.

Tudo o que sabemos sobre:
FUTITALIAMOSTEIRO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.