Técnico da Itália vê favoritismo de Brasil e Espanha na Copa

Apesar de ter em suas mãos a missão de levar a Itália a defender o título da Copa de 2006, o técnico Marcello Lippi não hesitou ao afirmar que Brasil e Espanha são as grandes favoritas na África do Sul.

EFE,

02 de março de 2010 | 15h51

"Brasil e Espanha são as favoritas, sem dúvida. Estamos logo depois, com as mesmas chances de França, Inglaterra, Argentina e Holanda. Quando estas equipes chegam a um Mundial, vem para vencer", comentou o treinador em entrevista ao site da Fifa.

Lippi levou a Itália à conquista do Mundial da Alemanha e deixou o cargo para descansar. Depois da fracassada passagem do ex-jogador Donadoni, ele retornou após a Eurocopa de 2008.

"Não pensava nisso quando deixei a seleção em 2006, mas não quero falar sobre o tema. O que me interessa é fazer bem as coisas, estar à altura das expectativas de nossa torcida e dar a eles outra grande alegria", comentou.

Se for campeão na África do Sul, Lippi igualaria o recorde de seu compatriota Vittorio Pozzo, que levou a Itália à conquista dos Mundiais de 1934 e 1938.

"Nenhum adversário me preocupa. Se fizermos o que sabemos dentro de campo, poderemos demonstrar nosso poder e repetir a vitória", apontou.

O técnico, de 62 anos, disse já ter definido 17 dos 23 que levará à África do Sul. "A escolha não é difícil, pois conto com grandes jogadores", comentou.

Lippi voltou a dizer que gostaria de encarar a Inglaterra na final do Mundial para ver a reação de seu compatriota Fábio Capello na hora do hino italiano: "Sempre falamos sobre isso. Brincamos bastante, sempre de forma positiva. As duas equipes têm condições de chegar lá".

O treinador afirmou que a África do Sul fará uma Copa do Mundo de sucesso: "É evidente que há uma grande vontade de todos para desfrutar desta ocasião excepcional que envolve organizar um evento como este", apontou.

"Todos estão fazendo esforços enormes para assegurar o êxito do torneio e não tenho dúvidas de que seremos testemunhas de uma grande competição", completou Lippi.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.