Paulo Whitaker/Reuters
Paulo Whitaker/Reuters

Técnico da Itália visita a Academia e afaga o ego palmeirense

Diretoria do clube quer ver a Azzurra escolher o CT como base para a Copa das Confederações

O Estado de S. Paulo

29 de novembro de 2012 | 16h32

Em meio a más notícias, o Palmeiras saboreia a possibilidade de receber em seu CT a seleção italiana, que precisa de uma base para os períodos em que ficará no Brasil para a disputa da Copa das Confederações e da Copa do Mundo (caso se classifique nas Eliminatórias Europeias).

Na noite desta quarta-feira e na manhã desta quinta, uma comitiva com dez integrantes da Federazione Italiana Guioco Calcio (FIGC) visitou a Academia de Futebol, na Barra Funda. O vice-presidente Roberto Frizzo e funcionários do departamento de marketing do clube os receberam. Os italianos assistiram a vídeos sobre a história palmeirense e sobre a estrutura do CT.

A federação italiana ainda não escolheu sua base. O técnico Cesare Prandelli foi simpático em suas declarações. "É uma estrutura muito bonita, de vanguarda. Percebemos que aqui há muito profissionalismo, existe uma preocupação com os detalhes, e tudo isso permite que se desenvolva um ótimo trabalho. O Palmeiras está de parabéns”.

No final do ano passado, a seleção feminina italiana treinou na Academia para a disputa do III Torneio Internacional Cidade de São Paulo.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.