Técnico da Nigéria vê time focado em parar Messi

O técnico Stephen Keshi afirmou que a equipe da Nigéria está focada para o confronto contra a Argentina, nesta quarta-feira, em Porto Alegre, pela última rodada pelo Grupo F da Copa do Mundo. Precisando de apenas um empate para confirmar a passagem às oitavas de final, o nigeriano minimizou o apoio brasileiro contra os rivais e disse que a defesa está concentrada em parar o astro argentino Lionel Messi.

AE, Agência Estado

24 de junho de 2014 | 15h22

"Estamos aqui para participar do Mundial. Se temos o apoio dos brasileiros, vamos aproveitá-lo na medida certa. Mas não estamos contando com isso, estamos nos concentrando na partida e em como parar Messi", afirmou Kehsi, ainda que sem dizer como funcionará a marcação em cima do argentino.

Com a necessidade de apenas um ponto para se credenciar para a disputa das oitavas de final, Keshi tem como prováveis oponentes França, Equador, Suíça ou Honduras. Perguntado se era um objetivo nigeriano evitar alguma dessas equipes, o treinador negou.

"Não queremos evitar nenhuma seleção. A que vier, nós enfrentaremos", afirmou o técnico. "Se tivermos que jogar contra a França, assim será. Estamos aqui sabendo o que temos que fazer, que é jogar futebol."

Apesar do esperado apoio brasileiro, a Nigéria vai sofrer uma pressão grande da torcida argentina no estádio e, principalmente, nas ruas de Porto Alegre. Isso porque as autoridades locais estimam pelo menos 80 mil torcedores argentinos na cidade, ainda que só 30% deles tenham entradas para a partida.

Valendo a classificação e a liderança do grupo, o duelo entre nigerianos e argentinos está marcado para as 13 horas desta quarta-feira, no Beira-Rio, em Porto Alegre.

Tudo o que sabemos sobre:
Copa 2014futebolNigéria

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.