Darko Vojinovic/AP
Darko Vojinovic/AP

Técnico da Polônia diz que vitória traz alegria, mas não ameniza fracasso na Copa

Adam Nawalka se considerou o responsável pela eliminação polonesa ainda na segunda rodada

Estadao Conteudo

28 Junho 2018 | 14h38

O técnico Adam Nawalka, que já havia assumido a responsabilidade pela eliminação antecipada da Polônia na Copa do Mundo da Rússia, admitiu que a vitória por 1 a 0 sobre o Japão nesta quinta-feira, em Volgogrado, não alivia o fracasso da equipe no Mundial. Ele ressaltou, porém, que o triunfo traz alguma alegria aos torcedores.

+ Colômbia vence e elimina Senegal da Copa do Mundo

+ Japão perde da Polônia, mas leva vantagem no fair play

+ Confira a tabela do Mundial

"A vitória pode oferecer um pouco de alegria à torcida da Polônia. Mas não suaviza de maneira alguma os resultados dos dois primeiros jogos", disse o treinador em entrevista coletiva concedida após a partida válida pelo Grupo H.

Segundo Nawalka, a equipe tinha expectativas altas em relação à própria campanha na competição. Por isso, não foram só os torcedores que ficaram frustrados com a eliminação da seleção ainda na primeira fase, como também o próprio elenco. A Polônia era uma das cabeças de chave do Mundial.

 

"Depois de dois insucessos, com duas derrotas, as expectativas não foram correspondidas, não só dos torcedores, mas de nós mesmos. Todos nós esperávamos melhores resultados nas duas primeiras partidas", admitiu o técnico.

Depois de revezes para Senegal e Colômbia e a última vitória diante do Japão, a seleção polonesa volta para casa com três pontos, na lanterna do Grupo H, que teve colombianos e japoneses classificados. Ao menos não terminou o torneio com três derrotas na fase inicial, o que nunca aconteceu na história da equipe em Copas.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.