Epitacio Pessoa/Estadão
Epitacio Pessoa/Estadão

Técnico da Ponte é internado com arritmia após vitória

Guto Ferreira sentiu-se indisposto depois de partida contra o Avaí; treinador está bem e deve receber alta nesta quinta-feira

Estadão Conteúdo

22 de outubro de 2014 | 13h17

A emocionante vitória da Ponte Preta sobre o Avaí, por 3 a 1, parece ter sido um pouco demais para o técnico Guto Ferreira. Após o duelo desta terça-feira pela Série B do Campeonato Brasileiro, no Estádio Moisés Lucarelli, o treinador foi internado na unidade coronariana do Hospital Celso Pierro, da PUC-Campinas, com uma arritmia cardíaca.

Após a partida, Guto Ferreira sentiu-se indisposto e, depois dos exames iniciais dos médicos da Ponte Preta, seguiu para o hospital Madre Theodora. Posteriormente, foi encaminhado ao Celso Pierro, onde deve ficar em observação por até três dias.

"Ele está muito bem e os exames já estão normais, o coração está ótimo de novo. Se tudo continuar assim, deve receber alta nesta quinta, mas está vetado para ir ao Rio, isso não se discute", determinou o cardiologista da PUC-Campinas e diretor médico da Ponte, Fernando Porto.

Assim, a Ponte Preta, que lidera a Série B, vai ser comandado pelo auxiliar Alexandre Faganello contra o Vasco, sábado, em São Januário, pela 32ª rodada.

CASOS RECENTES

A situação de Guto Ferreira é similar ao ocorrido com o técnico Muricy Ramalho. O comandante do São Paulo ficou internado no Hospital São Luiz, na capital paulista, durante alguns dias também por conta de uma arritmia cardíaca. Ele acabou substituído pelo auxiliar Milton Cruz na derrota para o Fluminense por 3 a 1, e nas vitórias sobre Huachipato, do Chile, e Grêmio, ambos por 1 a 0.

A própria Ponte Preta também convive com o problema cardíaco do zagueiro Diego Sacoman. No caso do jogador, a situação é bem mais grave. Ele possui uma hipertrofia ventricular esquerda do coração - espécie de inchaço do ventrículo esquerdo - e pode ter a carreira abreviada. O atleta passará por um tratamento de três meses antes de saber suas reais condições.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.