Epitácio Pessoa/Estadão
Epitácio Pessoa/Estadão

Técnico da Portuguesa tenta conter euforia após goleada sobre o Corinthians

Guto Ferreira atribui resultado ao 'bom trabalho' dos últimos dias

Fábio Hecico, Agência Estado

30 de setembro de 2013 | 14h04

SÃO PAULO - Pouco tempo atrás, Guto Ferreira lutava para erguer o moral do elenco da Portuguesa, cabisbaixo com a presença na zona de rebaixamento e por uma série negativa de resultados. Agora, o treinador tenta conter a euforia no grupo após três vitórias seguidas, a última com goleada por 4 a 0 sobre o Corinthians.

"Foi uma boa vitória, convincente, mas ainda não conquistamos nada. Tem muita coisa pela frente, são 14 rodadas ainda e agora temos só um compromisso contra o líder, lá", diz o treinador, cauteloso. "É importante a fase em que estamos, mas não se pode fraquejar em momento algum, o campeonato ainda segue e a Portuguesa ainda não está no lugar que busca", enfatiza Guto Ferreira.

Sobre a goleada diante do Corinthians, o técnico diz que é fruto do bom trabalho dos últimos dias, apesar de não esconder que o placar elástico não era esperado agora, em Campo Grande.

"A gente vinha trabalhando para conquistar uma boa vitória, vinha criando para conseguir isso, logicamente contra o Corinthians, da maneira que foi, surpreendeu", admite o comandante. "Acho que o que aconteceu foi um resultado que em algum momento aconteceria e foi ontem (domingo)."

Para encarar o líder, no Mineirão, Guto Ferreira terá o retorno do lateral-direito Luis Ricardo, que cumpriu suspensão. O desfalque - além de Diogo que só volta em um mês - será o comandante, que cumpre o último jogo de punição por reclamação contra a arbitragem no clássico com o São Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPortuguesaGuto Ferreira

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.