Técnico da Sérvia cede à pressão de jogadores e muda time

O técnico da seleção da Sérvia e Montenegro, Ilja Petkovic, anunciou nesta segunda-feira que sua equipe será mais ofensiva na partida contra a Argentina, na próxima sexta. De acordo com a imprensa do país, o treinador teria cedido às pressões dos jogadores, descontentes com a formação conservadora adotada no jogo de estréia, vencido pela Holanda, por 1 a 0, neste domingo."Teremos uma equipe diferente, com uma formação mais ofensiva", declarou Petkovic. "Vai ser difícil, mas vamos ter de nos unir e tentar alguma coisa diferente contra os argentinos". O treinador atribuiu o gol que causou a derrota de sua equipe à falta de atenção. "Nós vimos vários vídeos da Holanda com aquele tipo de jogada, e havíamos pedido aos jogadores para tomarmos cuidado com os contra-ataques. Falhamos".Depois do jogo, os jogadores sérvios criticaram o técnico pela tática defensiva. O volante ofensivo Ognjen Koroman foi explícito. "Não sei qual é a lógica de estrear em um Mundial com uma formação tão fechada. Si tivéssemos atacado desde o início, teríamos marcado gols. Se utilizarmos a mesma formação contra a Argentina, não teremos nenhuma chance".Consciente de que sua tática defensiva não funcionava contra a Holanda, Petkovic colocou em campo os atacantes Nikola Zigic e Danijel Ljuboja no lugar da dupla ofensiva Savo Milosevic e Mateja Kezman, que não ocultaram o mal-estar por terem sido substituídos. Estima-se que Zigic e Ljuboja deverão começar o jogo contra a Argentina, e que Koroman deverá ocupar o lugar de um zagueiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.