YURI KADOBNOV/AFP
YURI KADOBNOV/AFP

Técnico da Sérvia vê seleção brasileira com ampla vantagem no grupo

Mladen Krstajic admite que, com o Brasil na chave, só restará lutar pelo segundo lugar

O Estado de S.Paulo

01 de dezembro de 2017 | 18h22

O técnico da Sérvia, Mladen Krstajic, foi direto ao ponto ao comentar sobre os adversários de sua equipe no Grupo E da Copa do Mundo. Ele admite que o que resta para sua seleção é tentar lutar pelo segundo lugar na chave. "O Brasil seguramente é favorito. O resto, Sérvia, Costa Rica e Suíça deverão lutar pelo segundo lugar'', disse.

Krstajic, aliás, nem sabe se irá ao Mundial. Ele comanda interinamente a equipe sérvia e a Federação do país já deu indícios de que poderá trocar o comando para a Copa.

Para ele, porém, o fato de jogar contra o Brasil em Moscou, no dia 27 de junho, pela terceira e última rodada da primeira fase, deverá ter um fator positivo: o apoio da torcida: "Será uma ocasião para os nossos torcedores e também para os torcedores russos ir ao estádio nos apoiar.''

O vice-presidente da Federação Sérvia, Savo Milosevic, se disse "contente'' por ficar no mesmo grupo que a seleção confiante. Ele acredita que sua equipe tem plenas condições de chegar às oitavas de final. "Estou contente, vamos enfrentar um rival atrativo como o Brasil e isso é esplêndido'', afirmou. 

A Sérvia se classificou para a Copa da Rússia como primeira colocada no Grupo D das Eliminatórias europeias, que tinha também Irlanda, País de Gales, Áustria, Geórgia e Moldávia. Fez 21 pontos em 10 jogos. Seus destaques são os zagueiros Branislav Ivanovic, do Zenit russo, e Koralov, da Roma, e Mitrovic, do Gent belga, e o meia Matic, que atua no Manchester United.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.