Matthew Childs / Reuters
Matthew Childs / Reuters

Técnico da Suécia celebra vitória em estreia e vê Alemanha pressionada no Grupo F

Técnico afirma que equipe precisará "ousar fazer mais" na próxima partida, diante dos atuais campeões mundiais

Estadão Conteúdo

18 Junho 2018 | 13h58

O técnico Jan Andersson comemorou a vitória da Suécia na primeira rodada da Copa do Mundo, por 1 a 0 sobre a Coreia do Sul, nesta segunda-feira, em Nijni Novgorod. Agora o treinador acredita que a Alemanha vai entrar pressionada para o confronto contra os suecos, no próximo sábado, às 15 horas (de Brasília), em Sochi, já que a seleção atual campeã do mundo perdeu na estreia.

+ Imprensa alemã faz duras críticas à seleção do país e teme eliminação na 1ª fase

+ Löw critica a atuação alemã, mas diz que sua seleção avança às oitavas

"É a Alemanha que terá um dilema para resolver", afirmou Andersson na coletiva de imprensa após o triunfo sobre a Coreia do Sul. "Nós vamos nos preparar da melhor maneira possível e vejamos o que acontece. Temos de ousar fazer mais", disse o treinador sueco.

O técnico entende que a vitória do México por 1 a 0 sobre a seleção alemã, no último domingo, no estádio Luzhniki, em Moscou, colocou pressão nos suecos. "Depois da derrota da Alemanha, ganhar esse jogo contra a Coreia do Sul foi muito importante. Mas estávamos focados na partida de qualquer jeito", comentou.

Andersson entende que o placar contra os sul-coreanos poderia ter sido mais elástico. "Criamos chances e tenho confiança de que podemos ser mais efetivos. Com certeza, o melhor jogador da Coreia do Sul na partida foi o goleiro deles. Esse jogo esteve sob controle, mas espero que sejamos mais eficientes na próxima vez", afirmou o técnico.

 

Depois da Alemanha, a última partida da Suécia na primeira fase da Copa do Mundo será contra o México, que também tem três pontos ganhos até o momento. O duelo vai acontecer a partir das 11 horas (de Brasília) do dia 27, em Ecaterimburgo.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.