Ozan Kose/AFP
Ozan Kose/AFP

Técnico da Suíça descarta favoritismo contra Sérvia e mantém dúvida sobre Behrami

Vladimir Petkovic pede que equipe "mostre em campo" a qualidade individual dos seus jogadores

Estadão Conteúdo

21 Junho 2018 | 15h38

Embalada após o empate na estreia com o Brasil, a Suíça encara nesta sexta-feira a Sérvia em Kaliningrado, pela segunda rodada do Grupo E da Copa do Mundo. Apesar do bom momento, o técnico da equipe suíça, Vladimir Petkovic, descartou qualquer favoritismo, contrariando até o que alguns sérvios disseram nos últimos dias.

+ Suíça acredita que Behrami vai se recuperar de lesão e reforçar equipe contra a Sérvia

+ Fifa se recusa a fornecer áudio e vídeo da arbitragem de Brasil x Suíça para a CBF

+ Volante sérvio exalta Suíça após empate, mas ainda vê Brasil favorito no Grupo E

"Não acho que sejamos favoritos. Se você quer ser favorito, precisa mostrar em campo. Sempre queremos ser os melhores, e na sexta será igual. Precisamos estar centrados no que acontece em campo, porque jogamos contra uma equipe de muita qualidade individual, que nós também temos", apontou o treinador nesta quinta.

A Suíça tem um ponto no grupo, contra três da Sérvia, mas poderia se beneficiar de um empate. Isso porque iria a dois pontos e dependeria de um triunfo na última rodada sobre a Costa Rica, considerada a mais fraca da chave, para avançar. Petkovic disse que o empate não interessa na sexta, mas apenas "a princípio".

 
 

"Inicialmente, não nos conformamos com um ponto. Sempre vamos buscar a vitória e os três pontos. Temos que nos concentrar em nosso jogo e correr mais contra eles, como fizemos contra o Brasil", apontou o treinador.

Para encarar a Sérvia, no entanto, a Suíça pode ter um importante desfalque. O volante Behrami sofreu um problema muscular diante do Brasil, não vem treinando e pode ficar de fora. "O Behrami teve problemas no treinamento. Durante os últimos dias, está sob cuidado dos médicos. Até sexta-feira, não decidirei se faço mudanças na escalação ou não", informou Petkovic.

 
 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.