Técnico da Ucrânia diz que goleada foi "dolorosa"

O técnico da Ucrânia, Oleg Blokhin, ficou irritado com a derrota de sua equipe por 4 a 0 para a Espanha, nesta quarta-feira, em Leipzig, que admitiu ser "dolorosa". "Eu nunca havia perdido por esse placar. Às vezes jogamos como se tivéssemos o pior time da Europa", reclamou o treinador.Em seus tempos de jogador, Blokhin jogou as Copas de 1982 e 1986 pela extinta União Soviética e foi premiado, em 1975, com a Bola de Ouro da revista France Football, como melhor jogador em atividade no futebol europeu.O atacante Shenchenko, principal astro da Ucrânia e ganhador do mesmo prêmio em 2004, disse que não sentiu dores no joelho direito, recém-recuperado de uma contusão que o tirou de quase todos os amistosos da equipe antes da Copa, e lembrou que a equipe já imaginava que a Espanha fosse seu adversário mais forte, mas acha que o segundo gol, marcado por Villa, numa falta em que a bola desviou na barreira, desestabilizou a equipe."As coisas seriam diferentes, mas depois desse gol, tudo acabou. Tentamos dar o máximo", disse o otimista atacante "Ainda podemos nos recuperar para o próximo jogo, não creio que essa derrota vá nos abalar mentalmente", assegurou o camisa 7, capitão da equipe. A Ucrânia volta a jogar na próxima segunda-feira, contra a Arábia Saudita, em Hamburgo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.