Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE
Rui Vieira / AP
Rui Vieira / AP

Técnico David Moyes sofre processo disciplinar após ameaçar tapa em uma repórter

Técnico pediu desculpas, mas ainda terá que responder pelo ato

Estadao Conteudo

26 de abril de 2017 | 13h02

O ex-técnico do Manchester United e atual treinador do Sunderland, David Moyes, irá enfrentar um processo disciplinar e será investigado pela Associação de Futebol da Inglaterra (FA, na sigla em inglês), de acordo com comunicado emitido pela entidade nesta quarta-feira. O processo foi aberto por causa de um comentário em tom de ameaça de Moyes em uma entrevista à BBC depois do empate sem gols de sua equipe contra o Burnley, pelo Campeonato Inglês, no último dia 18 de março.

Sem perceber que a câmera ainda estava ligada, depois de responder às perguntas da repórter Vicki Sparks, Moyes disse: "Você estava começando a soar um pouco maldosa no fim. Então, cuidado. Você ainda pode levar um tapa, mesmo sendo uma mulher. Cuidado na próxima vez que vier".

Segundo a FA, o comentário de Moyes foi impróprio e é prejudicial à imagem do esporte. E, depois que as imagens da entrevista ganharam repercussão, Moyes tentou se justificar em entrevista coletiva no dia 3 de abril, quando se desculpou publicamente. "Me arrependo profundamente pelos comentários que eu fiz. Esta pessoa não sou eu. Foi no calor do momento", disse.

A FA também informou que Moyes terá até a próxima quarta-feira para responder à acusação após a abertura do processo disciplinar. Ainda não se sabe se ele será punido pela sua atitude, mas, caso reconheça seu erro também perante à entidade, deverá receber uma multa e até participar de um curso de reeducação.

A BBC confirmou, em comunicado, que Vicki Sparks aceitou o pedido de desculpas de Moyes, mas diversas frentes pediram uma punição ao treinador, como a congressista Rosena Allin-Khan, que trabalha no Ministério do Esporte britânico. "Isso é uma desgraça. David Moyes não pode se safar com estas ameaças sexistas. A FA (Associação de Futebol da Inglaterra) precisa tomar uma atitude imediatamente", afirmou, naquela ocasião.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.