Técnico de Gana diz que juiz deveria usar camisa do Brasil

O sérvio Ratomir Dujkovic, técnico de Gana, reclamou muito após a derrota de sua equipe por 3 a 0 para o Brasil nas oitavas-de-final do mundial. "É a primeira vez na minha vida que me expulsam de campo. Acho que seria mais honesto por parte do árbitro entrar em campo usando a camisa do Brasil", ironizou o treinador que foi expulso pelo juiz eslovaco Lubos Michel logo após o encerramento do primeiro tempo.Ao saber das críticas do adversário, o técnico Carlos Alberto Parreira foi irônico. "Isso é choradeira de perdedor. Acontece sempre. Chora quem perde. Belo exemplo."Fora as lamentações, Dujkovic diz-se orgulhoso de seus jogadores, que segundo ele jogaram contra a seleção sem medo. "Tivemos boas chances contra uma equipe como o Brasil, mas isso não significa nada se você não marca", explicou o treinador.Porém, mesmo com todas as reclamações, o sérvio também teve palavras amigáveis sobre o time de seu companheiro Carlos Alberto Parreira."Parabéns ao Brasil, porque é o melhor da competição. Não foi uma vergonha perder para eles. O Brasil é o principal candidato ao título. Estou orgulhoso dos meus jogadores", concluiu Dujkovic.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.