Benoit Tessier/Reuters
Benoit Tessier/Reuters

Técnico de rival do PSG detona postura de Mbappé: 'Seria amado se fosse humilde'

Astro da seleção francesa quase marcou um gol por cobertura em lance de Fair Play e revoltou o goleiro Oukidja ao provocá-lo após o gol decisivo do time de Paris, que venceu o Metz por 2 a 1

Redação, Estadao Conteudo

23 de setembro de 2021 | 13h57

Mbappé foi o centro das atenções na vitória do Paris Saint-Germain sobre o Metz, por 2 a 1, na quarta-feira. Mas de maneira negativa. O astro da seleção francesa quase marcou um gol por cobertura em lance de Fair Play e revoltou o goleiro Oukidja ao provocá-lo após o gol decisivo do time de Paris. A atitude do jogador foi reprovada pelo técnico rival, que detonou sua falta de humildade.

Frédéric Antonetti estava muito revoltado após a partida na casa do Metz. Por diversos motivos: foi expulso, viu sua equipe perder com gol aos 49 minutos do segundo tempo e, sobretudo, pela atitude de Mbappé, que passou por seu goleiro na hora do gol de Hakimi e fez questão de provocá-lo.

O goleiro já havia batido boca com o jogador momentos antes, por causa da bola devolvida no momento de Fair Play como se fosse uma finalização. Mbappé chutou com força, em direção ao gol, e Oukidja teve de fazer defesa milagrosa. Ele não gostou da atitude do adversário e cobrou mais respeito. Ambos trocaram ofensas.

"Gosto do Mbappé, um jogador muito, muito bom. Mas ele precisa se comportar de forma diferente em campo", reclamou Frédéric Antonetti. "Ele deve ter outro comportamento se quiser ser amado. Se beneficiaria bastante se fosse mais humilde", advertiu o treinador.

No lance da confusão do final do jogo, Mbappé viu Oukidja sair correndo em sua direção para tirar satisfação e acabou se escondendo atrás dos brasileiros Marquinhos e Neymar para evitar uma possível agressão. O camisa 10 brasileiro acabou tomando as dores do francês, empurrando e mandando o goleiro ao chão.

O árbitro ignorou a provocação de Mbappé no lance, mas advertiu Neymar e Oukidja com cartão amarelo pelo desentendimento. A confusão parou por aí, mas Mbappé saiu de campo como vilão em Metz.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.