Técnico defende Manchester de acusação do Le Havre

O técnico Alex Ferguson negou nesta quinta-feira que o Manchester United tenha contratado um jovem jogador depois de pagar uma larga quantia financeira aos seus pais. O time inglês é acusado por Jean-Pierre Louvel, presidente do Le Havre, de tirar o meio-campista Paul Pogba, de 16 anos, da França, com uma oferta de 200 mil euros e uma casa para seus pais.

AE, Agencia Estado

10 de setembro de 2009 | 15h08

"Posso garantir que o Manchester United tem se comportado

absolutamente corretamente em todas as suas relações com os jovens jogadores e seus pais", disse Ferguson. "Nunca houve um caso, em que nós pagamos aos pais. Seria loucura realizar isso. Isto foi levantado por algum diretor frustrado do clube francês e ele agora vai ter que recuar", completou.

A acusação do Le Havre acontece depois que o Chelsea foi proibido de realizar contratações até 2011, como punição por ter supostamente incentivado Gael Kakuta a rescindir seu contrato com o Lens, da França, e se transferir para o futebol inglês.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.