Técnico deixa a seleção equatoriana

Hernan Dario Gomez não é mais o técnico da seleção equatoriana, segundo informou nesta quarta-feira à tarde, o coordenador de seleções do Equador, Vinicio Luna. Em entrevista a um programa de TV, Luna garantiu que Gomez não mais voltará a Quito para retomar suas atividades. Além do treinador, a seleção pode sofrer uma outra baixa. O meio-campista Alex Aguinaga - o principal jogador da equipe - adiantou que se Gomez sair, ele também deixa a seleção.O treinador está em Medellín se recuperando de atentado a bala ocorrido no dia oito e teria ficado irritado com a decisão do juiz Victor Wong, da cidade de Guayaquil, onde ocorreu a tentativa de assassinato. Em seu despacho, o juiz negou-se a aceitar o pedido de prisão preventivo de Jacob Bucaram, suspeito de ser o mandante do atentado. Jacob é o primogênito do ex-presidente do país Abdalá Bucarám (exilado no Panamá), e pretendia que o irmão mais novo, Dalo, fosse convocado para a seleção Sub-20.Luna informou que ?nas próximas horas? vai entregar à Federação Equatoriana de Futebol o pedido de demissão de Gomez. A decisão acontece poucos dias antes da partida contra o Peru, pela 13ª rodada das eliminatórias, marcada para o dia 2 de junho. O Equador está em terceiro lugar nas eliminatórias sul-americanas para a Copa de 2002 e tem grande possibilidade de participar pela primeira vez em sua história da fase principal da competição mundial.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.