Técnico deixa o Eintracht Frankfurt e critica diretoria

O Eintracht Frankfurt está sem técnico após o encerramento do Campeonato Alemão. Nesta terça-feira, o técnico Thomas Schaaf confirmou que deixou o comando da equipe, apenas um ano após assumir o cargo, culpando a diretoria do clube de Frankfurt pela sua saída.

Estadão Conteúdo

26 de maio de 2015 | 12h37

Schaaf declarou que não pode aceitar as "incríveis e incompreensíveis acusações e insinuações" feitas sobre ele e seu trabalho por dirigente da equipe, o deixando sem outra opção a não ser sair. O treinador tinha mais um ano de contrato com o Eintracht Frankfurt, clube que assumiu em maio de 2014, após uma passagem de 14 anos pelo Werder Bremen, entre 1999 e 2013.

O clube terminou o Campeonato Alemão em nono lugar e foi elogiado pelo seu estilo de jogo ofensivo. Mas as informações eram de que Schaaf perdeu o apoio da maior parte dos dirigentes e também dos jogadores por problemas de comunicação. Além disso, o time venceu apenas dois dos últimos sete jogos no Campeonato Alemão.

A direção do Eintracht Frankfurt ainda não anunciou o substituto de Schaaf. Além dele, outro técnico também deixou comando de uma equipe da elite alemã na terça - o italiano Roberto di Matteo saiu do Schalke 04.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.