Técnico deixa o Paraguai antes do final do Sul-Americano

O técnico Ernesto Mastrángelo pediu demissão da seleção paraguaia sub-20 dois dias antes da partida decisiva contra o Chile, pelo hexagonal do Campeonato Sul-Americano da categoria. Quinta colocada, com três pontos, a equipe guarani não tem mais chances de ficar entre as duas melhores e garantir vaga nos Jogos de Pequim, em 2008 - é a atual vice-campeã olímpica.Mastrángelo explicou que deixou o cargo porque está "esgotado com a falta de bons resultados, as críticas e a incompreensão da torcida". Culpou por isso a má infra-estrutura do futebol paraguaio. "Os garotos chegam às competições internacionais sem formação adequada e sem alimentação básica, então não posso ensiná-los a jogar depois que estejam grandes", alegou.O Paraguai somou uma vitória e três derrotas no hexagonal decisivo, a última delas para o Brasil, na última quinta-feira. Com isso, o time pode, no máximo, ficar entre os quatro melhores e se classificar para o Mundial sub-20, em junho e julho, no Canadá. Já o Chile, terceiro colocado, com seis pontos, luta com Brasil (oito), Uruguai (sete) e Argentina (seis) pelas duas vagas na Olimpíada.O auxiliar-técnico Eradio Espioza dirigirá a equipe diante do Chile. Para chegar ao Mundial, o Paraguai precisa vencer por uma diferença de cinco gols.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.