Técnico deixa o Paysandu após derrota

O técnico Paulo Campos não resistiu à pressão da torcida do Paysandu após a derrota por 2 a 1 para o Cruzeiro neste sábado à noite - a segunda consecutiva em casa - e pediu demisdsão do cargo ainda nos vestiários do Mangueirão. O presidente do clube, Artur Tourinho aceitou o pedido e decidiu que o auxiliar Sinomar Naves vai dirigir a equipe na partida de quarta-feira contra o Corinthians em São Paulo. O dirigente não confirmar, mas deverá tentar a contratação de Jair Picerni, que recentemente foi demitido do comando do Bahia.A situação de Paulo Campos era insustentável. Logo após a partida grupos de torcedores ameaçaram invadir os vestiários e a Polícia Militar teve de intervir. O treinador e o presidente só conseguiram deixar o estádio sob a escolta da polícia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.