Técnico deixa time marroquino após queda no Mundial de Clubes

Aziz El Amri é demitido do Moghreb Tétouan dias após equipe ser eliminada do torneio pelo Auckland City nos pênaltis, por 4 a 3

Estadão Conteúdo

13 de dezembro de 2014 | 11h49

O presidente do Moghreb Tétouan, Abdelmalek Abroun, anunciou neste sábado a saída do técnico Aziz El Amri como consequência direta da eliminação da equipe logo na sua partida de estreia no Mundial de Clubes, na última quarta-feira, quando o time perdeu para o Auckland City, da Nova Zelândia, por 4 a 3 na disputa de pênaltis, após empate por 0 a 0.

Representante do Marrocos, país-sede do Mundial de Clubes, o Moghreb Tétouan sonhava em repetir o feito do Raja Casablanca, que no ano passado surpreendeu ao ser vice-campeão do Mundial, sendo derrotado pelo Bayern de Munique na decisão, após vitórias sobre Auckland City, Monterrey e Atlético Mineiro, mas acabou frustrando a sua torcida ao cair logo na estreia da atual edição do torneio, na última quarta-feira, em Rabat.

Assim, neste sábado, a direção do clube anunciou a saída do treinador Aziz El Amri, mesmo que ele tenha sido o responsável por conduzir o Moghreb Tétouan aos seus dois únicos títulos do Campeonato Marroquino, nas temporadas 2011/2012 e 2013/2014 - esta última conquista classificou a equipe para a atual edição do Mundial.

Algoz do time marroquino, o Auckland City volta a entrar em campo neste sábado, quando enfrentará o ES Sétif, da Argélia, pelas quartas de final do Mundial. No outro jogo do dia, o australiano Western Sydney Wanderers vai encarar o mexicano Cruz Azul.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.